12.07.2019 | Geral Oficinas de pintura auxiliam no processo de adaptação ao luto

Projeto Cores da Memória chega à segunda edição no Morada da Paz Emaús

O momento de luto pode ser duradouro para muitas pessoas. Há casos nos quais o indivíduo não consegue se desvencilhar do sentimento de perda causado pela morte de um ente querido. A orientação para estes momentos, na visão da Psicologia do Luto, é a adaptação. Pensando nisso, o cemitério e crematório Morada da Paz abre inscrições para a segunda edição do projeto Cores da Memória, que visa auxiliar na ressignificação do sentimento de clientes enlutados por meio de oficinas de pintura. Em 2019, os encontros ocorrerão aos sábados, na unidade do Morada da Paz Emaús, em Parnamirim, sempre após a missa que é celebrada no local. A previsão de início da oficina é para o início do mês de setembro, assim que a turma for formada.

O renomado artista César Rhasec, professor de Artes graduado pela UFRN e especialista em artes plásticas e desenho, continua à frente das atividades do projeto. No cemitério onde ocorrerão os encontros, Rhasec possui telas e esculturas expostas, fruto do trabalho realizado há mais de 20 anos no Morada. “A primeira turma que participou do Cores da Memória em 2018 pode expressar imagens e elementos das memórias vividas com entes queridos que partiram. A arte com certeza é uma opção na tratativa do luto”, conta. 

As oficinas ensinarão técnicas de pintura e mostrarão aos participantes como expressar os sentimentos por meio da arte. Podem participar clientes do Grupo Vila. As telas produzidas ao longo da realização do projeto vão compor uma exposição que será realizada em 2 de novembro, Dia de Finados, data na qual o Morada da Paz registra o maior fluxo de visitantes no durante todo.

As inscrições podem ser realizadas diretamente no Morada da Paz Emaús ou pelo e-mail: marketing@grupovila.com.br.

12.07.2019 | Geral Clínica Lar: plataforma com atendimento de saúde domiciliar traz comodidade aos pacientes do RN

Praticidade. Essa é palavra de ordem para quem busca pelos mais variados serviços oferecidos nos dias atuais. Na saúde, não é diferente e a tecnologia se tornou parceira para aqueles pacientes que têm dificuldades de locomoção – seja pela enfermidade ou idade. Em todo o país, essa busca tem sido cada vez mais crescente e o Rio Grande do Norte segue a nova tendência.

No Estado, a Clínica Lar apostou no atendimento online. Por meio do site ou pelo aplicativo no celular, os interessados, sejam pacientes ou responsáveis por eles, se cadastram através de um formulário e escolhem o serviço, a especialidade, a data e o horário. Em seguida, efetuam o pagamento e aguardam a confirmação. Tudo no conforto do seu lar, feito por um computador ou telefone, de forma rápida e prática.

“A ideia da plataforma é trazer um novo conceito para a assistência de quem precisa de cuidados de saúde, sem esquecer o seu entorno. O atendimento multidisciplinar vai além dos cuidados médicos e de profissionais da saúde, estamos conectando uma rede de atenção especializada para esse segmento. Queremos oferecer agilidade: precisou, chamou, resolveu”, explica Silvana Vieira CEO do Grupo Lar.

A tecnologia é o grande diferencial do nosso formato de serviço. “Oferecemos atendimento completo. Além do cuidado especializado com a saúde, temos advogados, personal organizer, personal trainer, ótica e diversas empresas com descontos exclusivos. A plataforma se propõe a ser gente cuidado de gente, usando a tecnologia para facilitar isso”, sinaliza Silvana.

O formato mais moderno, rápido e usual tem apresentado bons resultados para os profissionais que aderiram ao sistema. A nutricionista Mayra Mendes, está feliz com a praticidade para os dois lados. “O site e o aplicativo são ferramentas rápidas e simples, que permitem acesso a uma ampla rede de profissionais, desvinculando a imagem de fragilidade e trazendo a proposta de comodidade e conforto”, pontua.

A Clínica Lar era aguardada por diversas famílias potiguares que estavam em busca dessa comodidade. É o caso de Nagib Farouk, cadastrado no site como responsável pelo pai. “Por muito tempo procurávamos as soluções oferecidas pela Clínica Lar, mas não conseguíamos encontrar. Nossa satisfação é resultante não só das necessidades de longa data, que agora estão sendo atendidas, mas também dos resultados proporcionados”, esclareceu.

“O bom custo-beneficio também é apontado como algo positivo por quem já usou a nossa plataforma. Isso porque, como os custos hospitalares são altos para os pacientes, o nosso formato de atendimento torna-se muito mais viável financeiramente, pois vai de acordo com a necessidade real do paciente. Unimos o melhor do atendimento homecare ao mais moderno do mundo digital para oferecermos uma plataforma de fato completa”, frisa Cássio Leandro CEO da Incubatech.

12.07.2019 | Geral Defensoria Pública do RN pede, judicialmente, regulamentação do programa “CNH Popular”

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) entrou na justiça com mandado de injunção coletivo para garantir a regulamentação do programa público “CNH Popular”, instituído no Rio Grande do Norte através da Lei nº 459/2011. O procedimento foi protocolizado junto ao Tribunal de Justiça nesta quarta-feira (10) e pede que o Poder Judiciário estabeleça prazo para que seja publicado o decreto estadual de regulamentação da Lei.

A demanda coletiva pede a notificação da Governadora do Estado para que preste informações que entender necessárias no prazo legal de 10 dias e busca estabelecer prazo máximo de 30 dias para que seja publicado o decreto de regulamentação. Vencido o prazo fixado judicialmente e levando em consideração a finalidade do mandado de injunção coletivo, que seja determinado ao Estado do Rio Grande do Norte que conceda o direito à gratuidade da CNH, independentemente da expedição de norma regulamentadora, a todos os beneficiários do Bolsa Família que solicitarem perante o Detran e que preencham os requisitos da Lei Complementar de nº 451-2011.

A legislação especifica que a execução do Programa ficará a cargo do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran), mas o direito não vem sendo implementado sob a justificativa de necessidade de publicação de um decreto pelo Poder Executivo, embora a Lei já esteja em vigor há mais de 7 anos. Através do Núcleo de Tutela Coletiva, a DPE/RN enviou ofício ao Gabinete Civil do Governo do Estado e ao Detran, solicitando informações sobre a implementação do Programa e sobre a existência de um normativo em vigor regulamentando a lei. No entanto, os expedientes não foram respondidos. 

Durante a instrução do procedimento, verificou-se também que ofícios foram formalizados por membros da Assembleia Legislativa solicitando a adoção de providências para regulamentação da Lei pelo Governo do Estado, conforme se constatou de boletins das sessões legislativas publicadas no diário eletrônico nos meses de março e maio de 2019.

O programa público “CNH Popular” tem como objetivo possibilitar a obtenção gratuita da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para pessoas inscritas no Programa Federal Bolsa Família, que também satisfaçam outros critérios previstos na Lei como saber ler e escrever e possuir documento de identificação civil, entre outros.

A gratuidade prevista na Lei compreende a isenção das taxas relativas aos seguintes serviços: I – exames clínico-médicos de aptidão física e mental; II – exame psicológico; III – licença de aprendizagem de direção veicular; IV – custos de confecção da primeira CNH ou, em caso de mudança para a categoria “C”, “D” ou “E”, da nova CNH; e V – exame de atualização para renovação da CNH, em caso de mudança para a categoria “C”, “D” ou “E”.

Processo de nº 0804169-04.2019.8.20.0000 – TJRN

12.07.2019 | Geral Detran lança campanha e leva educação de trânsito ao interior do Estado

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) lançou uma nova campanha educativa direcionada a conscientização da sociedade no sentido de transformar o trânsito num local seguro para todos os envolvidos. A campanha que traz o conceito “Não Deixe o Trânsito lhe Transformar”, está sendo veiculada nos meios de comunicação de massa e as equipes da Subcoordenadoria de Educação do Detran já iniciam na próxima semana um cronograma de ações pedagógicas com foco nos municípios do interior do Estado.

As medidas de caráter educativo vão ser passadas por meio de abordagens em blitzen, distribuição de material informativo de segurança no trânsito, palestras e treinamentos direcionados a motociclistas. A primeira ação está programada para acontecer na cidade de Caicó, no próximo dia 18, onde instrutores do Detran vão realizar um treinamento gratuito de direção defensiva voltado a pessoas que utilizam a motocicleta como meio de transporte.

As intervenções de educação para o trânsito vão continuar no decorrer do mês com programação voltada as comemorações da Festa de Sant’Ana nas cidades de Caicó (19, 25, 26 e 27/07); Currais Novos (20/07); e Santana do Matos (25, 26 e 27/07). O trabalho educativo vai acontecer nas noites dos festejos e durante o dia na região onde são montadas as feirinhas que atraem uma grande circulação de pessoas.

O plano é abordar temas de segurança viária, principalmente os focados na perigosa mistura álcool e direção. A ideia é alertar os condutores para os perigos de dirigir alcoolizado, além de informar sobre as punições administrativas e criminais que são empregadas aos motoristas flagrados desrespeitando as normas estabelecidas na legislação referente a Lei Seca.

As ações educativas vão contar ainda com o teatro pedagógico onde atores encenam situações comumente encontradas no tráfego de veículos, além de levar música de maneira lúdica apresentando, por meio de paródias, temas importantes versando sobre segurança no trânsito.

11.07.2019 | Geral Natural Ville: venha viver uma manhã de bem-estar e saúde

Nós, da Forma Empreendimentos, entendemos que viver com qualidade de vida é mais que necessário. Por isso, preparamos uma manhã recheada de lazer, atividade física e muito bem-estar para que você possa desfrutar momentos únicos junto à natureza, no Natural Ville. Para que nossa manhã fique ainda mais divertida, traga a garotada e também convidados neste sábado, dia 13. Receberemos todos de braços abertos!

Para as crianças, ofertaremos recreadores que comandarão tudo com muitas brincadeiras. Teremos ainda a presença da Empório Doll, com degustação de comidas saudáveis e sorteio de um kit da marca BeatCo, que apresentará as novidades da moda fitness, além da presença da Clínica Emagrecer e Companhia da Fórmula, que tornarão nossa manhã ainda mais especial. Já a equipe da academia Bodytech Tirol preparou uma programação repleta com muitas atividades para que ninguém fique parado. Ao final, teremos um delicioso café da manhã.

Programação:

8h – Abertura

Bate-papo sobre nutrição e saúde com:

Lia Lorena – Nutricionista

Marcela Nogueira – Influenciadora digital

Atividades com equipe Bodytech Tirol:

9h – Corrida e pelada

9h30 – Workout

10h – Dança

11.07.2019 | Geral Em prol dos idosos, ‘Julho Branco’ tem início na próxima terça-feira (16)

Campanha idealizada pela vereadora Eleika terá nove dias de programação. Novidade fica por conta dos Jogos Municipais do Idoso.

Esclarecer a importância da experiência dos idosos e de sua participação no mundo atual, proporcionar a essas pessoas momentos de cultura, lazer, melhores condições de saúde e elevação da autoestima são pontos fundamentais da campanha “Julho Branco”. De iniciativa do mandato da vereadora Professora Eleika, o Julho Branco foi instituído no calendário oficial de eventos do município de Natal, pela Lei Nº 6.713/2017, publicada no Diário Oficial do Município de Natal em 01 de setembro de 2017. Nesta segunda edição da campanha, as atividades serão realizadas entre os dias 16 e 26 de Julho.

Com apresentações culturais de música, coral e teatro, a abertura do Julho Branco será realizada na próxima terça-feira (16), a partir das 9h, no Instituto Juvino Barreto. No dia seguinte, na quarta-feira (17), a programação contará com diversas atividades, a partir das 14h, na Associação RioGrandense Pró-Idosos (ARPI).

Nos dias 18 e 19, quinta e sexta-feira, acontecerá a primeira edição dos Jogos Municipais do Idoso como parte da programação do Julho Branco. Realizado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, com o apoio da vereadora Professora Eleika, o evento esportivo terá competições de dança de salão, dança de grupos, caminhada de revezamento, câmbio (vôlei adaptado), jogos de tabuleiro (dama e dominó). As atividades serão realizadas no Palácio dos Esportes e terão a participação de idosos das Instituições de Longa Permanência e de Centros de Convivência da capital. Ainda na sexta-feira (19), acontecerá a atividade ‘Idoso na Praça’, a partir das 16h, na Praça Central do Conjunto de Neópolis e o som do Grupo Sal da Terra, composto por idosos.

Na semana seguinte, a programação começa na terça-feira (23), com apresentação de teatro e ação de beleza pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) no Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCPI) Marly Sarney. Já no dia seguinte, a ação de beleza acontece no CCPI Ivone Alves, antecedida por oficinas.

O encerramento do Julho Branco será na sexta-feira (26), a partir das 9h, no Ginásio Arena do Morro, em Mãe Luiza. Na recepção, a música da Banda da Polícia Militar, seguida da apresentação dos grupos de dança dos CCPIs Marly Sarney e Ivone Alves e do Espaço Solidário. Durante o evento também serão oferecidos serviços de corte de cabelo, design de sobrancelhas e manicures por profissionais do SENAC, além de atendimento jurídico pela OAB com orientações sobre direitos e assuntos relacionados aos idosos.

Para Professora Eleika, um ponto fundamental é a conscientização dos indivíduos que integram outras faixas etárias da importância do idoso, alertando sobre como ele deve ser tratado e os motivos para este tratamento especial. “A população idosa no Brasil está crescendo muito e hoje representa uma parcela bastante significativa. Então, é preciso que se dê a devida importância a estes indivíduos. Esta campanha foi criada justamente para valorizar aos idosos e para buscar melhorar a qualidade de vida deles. Teremos muitas atividades culturais, danças, oficinas e, este ano, teremos os Jogos Municipais do Idoso, idealizado pela SEL, que será uma grande contribuição para a campanha”, afirma a vereadora, acrescentando que a escolha pelo termo “Julho Branco” se deu ao relacionar o mês de comemoração ao Dia dos Avós – celebrado em 26 de julho – e ao fazer referência aos cabelos brancos próprios dos idosos.

11.07.2019 | Geral Previdência: governadores pedem ao Senado participação na reforma

Na ausência do presidente da comissão especial, o senador Otto Alencar (PSD-BA), Simone Tebet (MDB-MS) presidiu a sessão com os governadores. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Com a possibilidade de incluir estados e municípios na reforma da Previdência praticamente de fora dos planos dos deputados, os governadores que buscam uma solução para os déficits previdenciários estaduais voltaram os olhos para o Senado. Nesta quarta-feira (10), enquanto a Câmara debatia a matéria, três governadores passaram pelo Congresso Nacional para conversar com a comissão especial que vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019 no Senado. E eles saíram de lá com a esperança de terem o pedido atendido pelos senadores.

Apresentado pelos governadores do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), do Piauí, Wellington Dias (PT), e do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), diante de números que mostram o desequilíbrio das previdências estaduais, o pedido de reincluir estados e municípios na reforma foi bem recebido pelos senadores que participaram da audiência. Até o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), afirmou ter um compromisso com o tema. “Temos que ter um esforço no Senado no sentido de avançar pela inclusão de estados e municípios”, afirmou o senador, que pediu aos governadores um trabalho de mobilização e aproximação com as suas bancadas no Senado, assim como foi feito, mesmo que sem sucesso, na Câmara dos Deputados.

Escolhido para ser o relator da reforma da previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE) também garantiu que, apesar de o tema enfrentar resistência de alguns senadores, a sua posição é favorável à inclusão dos estados e municípios na PEC. “Não acredito que os mais de dois mil municípios enviem a suas câmaras municipais um projeto tão polêmico quanto este em um ano eleitoral, em que todos correm do desgaste. Isso simplesmente inviabiliza o andamento da reforma nos estados e municípios”, justificou o relator, reforçando que, caso não passe na Câmara, o assunto deve ser discutido no Senado.

“Nossa expectativa é que nós possamos viabilizar, com a maior celeridade possível, a reforma da Previdência quando a matéria chegar a esta Casa, o que deve acontecer até a semana que vem. E eu, como relator, tenho a convicção de que a grande batalha em que vamos ter que nos envolver é a inclusão ou não de estados e municípios”, acrescentou Jereissati.

O assunto também foi defendido pelos senadores Marcelo Castro (MDB-PI), Eliziane Gama (Cidadania-MA) e Espiridião Amin (PP-SC). O líder do PP no Senado chegou até a comentar os caminhos possíveis para alterar a PEC da Previdência durante a discussão no Senado. “Temos duas alternativas. Incluir compulsoriamente, estendendo a reforma aos estados e municípios, e devolver esse texto à Câmara. Ou aprovar o que vem da Câmara e fazer uma lei complementar”, afirmou Amin.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS) reforçou que os senadores não terão tanta resistência quanto os deputados para tratar do assunto. “Grande parte dos deputados tem a preocupação de não perder votos na Câmara. Mas no Senado nós não temos esse problema, porque o regimento nos permite aprovar ou não a reforma e acrescer, através de uma PEC paralela ou no texto original, a inclusão de estados e municípios”, afirmou a senadora, lembrando que esta parte voltaria destacada para análise da Câmara. “E na Câmara, vai enfrentar a mesma dificuldade, mas em outras circunstâncias”, completou, otimista, o líder do PP. “É insensato a Câmara não incluir”, encerrou Amin.

Governadores
Ao pedir a atenção dos senadores, os governadores argumentaram que, caso o Congresso não estenda os efeitos da reforma aos entes federativos, vários outros problemas previdenciários serão criados no Brasil. “Alguns, os governadores vão conseguir resolver. Outros não, até porque há eleição para a prefeitura no próximo ano. Então, já que pela primeira vez a população está consciente da necessidade da reforma, temos que fazer uma reforma geral e não por partes”, defendeu Ratinho Junior, revelando que só o Paraná tem um déficit previdenciário de R$ 8,4 bilhões. “E a previsão para o ano que vem é acrescentar R$ 1 bilhão aos gastos com Previdência”, disse.

“Caso não haja mudanças, vamos chegar em 2022 não com 12, mas com 19 estados com dificuldades financeiras”, acrescentou Wellington Dias. “É importante que isso seja resolvido o mais rápido possível no âmbito do Congresso Nacional. Se não, ao invés de uma reforma, vamos discutir mais de duas mil. E vai ser difícil aprovar isso”, completou Eduardo Leite, pedindo que o Senado, enquanto casa da federação, preze pela estabilidade e pelo equilíbrio da estrutura federativa.

Os governadores ainda admitiram que, na Câmara dos Deputados, já não veem mais esperanças nesse sentido. “Na Câmara, a possibilidade de inclusão é zero. Não estamos nem mais pedindo. Só pedimos que não coloquem coisas que piorem a nossa situação no texto”, disse o governador do Piauí. “A ideia é sensibilizar os senadores aqui presentes para poder avançar com esse debate no Senado, já que na Câmara a gente não vê muito avanço nesse sentido”, acrescentou o governador do Paraná. Eles admitiram, contudo, que novas dificuldades serão enfrentadas caso o tema volte à pauta dos deputados.

11.07.2019 | Geral Nome ‘terrivelmente evangélico’ de Bolsonaro para o STF é o ministro da AGU

Doutor em Estado de Direito, se a escolha fosse hoje André Luiz Mendonça iria para o Supremo

Quando o presidente disse ter intenção de nomear jurista “terrivelmente evangélico” para o Supremo Tribunal Federal (STF), muitos pensaram que Jair Bolsonaro se referia ao juiz federal Marcelo Brêtas, titular da 7ª Vara Criminal do Rio e responsável pela Lava Jato no estado. Mas, na verdade, o desejo de Bolsonaro é nomear o ministro da Advocacia-Geral da União, André Luiz Mendonça, que é o jurista “terrivelmente evangélico” mais próximo do presidente da República atualmente. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Funcionário de carreira da AGU, André Mendonça é doutor em Estado de Direito e Governança Global e mestre em Estratégias Anticorrupção.

O Supremo Tribunal Federal mantém um crucifixo no plenário da Corte, muito embora o estado seja laico.

Há casos de ministros do STF conhecidos pela devoção a santos da Igreja Católica. Nem por isso deixaram a própria fé afetar as decisões.

Na verdade, a religião do ministro que será indicado pouco importa. O que vale é decisão com base nos autos e não em preceitos religiosos.

11.07.2019 | Geral Reforma tributária deve sair em 2019, dizem líderes

Comissão especial da reforma tributária foi instalada nesta quarta (10) na Câmara. Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Pesquisa exclusiva feita com os principais líderes do Congresso aponta boas chances  de aprovação da reforma tributária,tema de live que o Congresso em Foco promove nesta quinta (11).  Não se trata de manifestação fortuita de políticos em êxtase com o elevado ímpeto reformista que o plenário da Câmara acaba de exibir na votação das mudanças na Previdência

Os dados são de levantamento de campo feito entre 13 e 19 de junho pelo Painel do Poder, pesquisa trimestral realizada por este site, em parceria com a empresa In Press Oficina, com o objetivo de colher as percepções de quem manda no Congresso Nacional sobre diversos temas da conjuntura (abaixo, mais informações sobre a metodologia).

Convidados a dar uma nota de 1 a 5 para as chances de aprovação de “alguma proposta de reforma tributária até dezembro de 2019 pelo Congresso Nacional”, em que 1 seria a menor chance possível e 5 a probabilidade mais alta, mais de 57% dos líderes deram notas 4 ou 5. A média ponderada das respostas indicou uma nota significativa – 3,6.

Mas as duas maiores surpresas vêm da massiva adesão dos líderes a duas teses que jamais foram unanimidade no ambiente político ou econômico.

A primeira revelação inesperada: nada menos que 80,3% dos entrevistados concordam total ou parcialmente com a mudança central promovida pela PEC 45/2019, apresentada pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP). A mudança em questão é a reunião em um só tributo de três impostos federais (PIS, Cofins e IPI), um estadual (ICMS) e um municipal (ISS), todos incidentes sobre o consumo.

Baseada em proposta desenvolvida pelo economista Bernard Appy, a PEC 45/19 (veja a íntegra) tem o objetivo anunciado de simplificar a cobrança desses impostos sem prejudicar qualquer uma das partes envolvidas – estados, municípios ou União.

Surpresa maior vem agora. Chega a 88,5% o apoio dos líderes do Congresso à ideia de “cobrar mais impostos diretos sobre a renda e o patrimônio dos ricos e menos impostos sobre a produção e o consumo das famílias”. O percentual indica forte inclinação a rever a maneira como a carga tributária é distribuída no país.

Nem por isso os líderes acreditam muito que o Legislativo venha a aprovar neste ano a tributação de lucros e dividendos de pessoas físicas. De novo usando a escala de 1 a 5, para determinar probabilidades de aprovação neste ano, a média ponderada ficou em 2,7 (abaixo da nota média, que seria 3).

Uma pergunta sobre a aguardada proposta do governo de desoneração da folha salarial das empresas, mediante criação de uma contribuição eletrônica sobre pagamentos, sugere que a ideia encontra modesta aceitação no Congresso. Só 16,4% dos líderes deram notas 4 e 5. A média ponderou ficou, como na questão anteriormente citada, em 2,7.

De acordo com a mesma escala de 1 a 5, os líderes deram as seguintes notas médias para as chances de aprovação no Congresso, ainda em 2019, das propostas abaixo listadas:

Autonomia formal do Banco Central – 3,2

Permissão para privatizar empresas estatais – 2,9

Desvinculação e desindexação das despesas do orçamento – 2,5

Novo pacto federativo entre União, estados e municípios – 2,3

Autorização para privatizar bancos públicos – 2,1

Essas e outras informações constam de relatório enviado na íntegra para contratantes do serviço (os interessados podem se manifestar pelo email congressoemfoco@congressoemfoco.com.br).

O trabalho se fundamenta, sob o aspecto metodológico, na técnica de painel. A amostra-base tem cerca de 100 parlamentares, categorizados como líderes por se enquadrarem em uma ou mais das seguintes situações: são líderes de fato de bancadas partidárias ou setoriais (ruralista, da bala, evangélica etc.); presidem comissões importantes; integram as mesas da Câmara ou do Senado; ou são porta-vozes de assuntos relevantes no debate parlamentar (como as temáticas ambiental e dos direitos humanos).

Nessa que foi a segunda onda de pesquisa de 2019 foram validadas 61 entrevistas, sendo 72% dos líderes ouvidos da Câmara e 28% do Senado. Apenas 30% dos entrevistados são dos seis partidos declaradamente de oposição: PT, PSB, PDT, Psol, PCdoB e Rede. O Congresso em Foco revelará ainda hoje outros dados importantes da pesquisa.

11.07.2019 | Geral Decano da advocacia trabalhista potiguar confirma voto em Eduardo Rocha

Aos 89 anos de idade e ainda militando na advocacia trabalhista no município de Macau, o advogado Ewerton Florêncio faz questão de participar da eleição do Quinto do TRT-RN que acontecerá nesta sexta-feira (12), em Natal e nas subseções da OAB no interior do Estado.  Ele confirmou voto no candidato Eduardo Rocha por reconhecer sua atuação destacada na Justiça do Trabalho.  “Ter o voto da voto do decano da advocacia trabalhista potiguar me enche de orgulho e anima ainda mais minha caminhada”, disse Eduardo Rocha.

ÚLTIMA EDIÇÃO
INSTAGRAM
  • Categorias