Programa executado pelo Metrópole Parque tem maior número de inscritos em todo o Nordeste

Criado para ajudar empreendedores potiguares em fase inicial no desenvolvimento de seus negócios, o Decola RN powered by Inovativa, executado pelo Parque Tecnológico Metrópole Digital (Metrópole Parque), encerrou suas inscrições, no último domingo, 16, com 94 projetos cadastrados no estado.

Fruto de uma iniciativa da InovAtiva Brasil e do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) e aplicada em todas as regiões do país, o programa no RN foi o que mais teve inscrições no Nordeste. A nível nacional, o Decola RN só ficou atrás, em número de interessados, para o programa AceleraGO, edição do estado de Goiás.

Os 94 projetos inscritos são oriundos de 12 municípios, como Currais Novos, Mossoró, Natal, Parnamirim, Pau dos Ferros, Caicó, entre outros. No dia 3 de julho, 25 dessas iniciativas mapeadas serão selecionadas para receber acompanhamentos de tutores, que auxiliarão no desenvolvimento dos negócios, e participar, no dia 30 de setembro, do demoday – momento onde os novos empreendedores apresentarão seus produtos ou serviços para possíveis investidores.

Até então, os projetos cadastrados contemplam diferentes soluções inovadoras, que permeiam segmentos de mercado como Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Agronegócio, Educação e Impacto Social.

Segundo Rodrigo Romão, diretor do Metrópole Parque, o Decola RN faz parte dos esforços do polo de TI do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) em expandir suas atividades para além de sua área geográfica, abrangendo, também, cidades do interior do estado.

Atualmente, o Rio Grande do Norte conta com sete Ecossistemas Locais de Inovação (ELIs), localizados em Currais Novos, Assu, Caicó, Mossoró, Pau dos Ferros, Macaíba e Nova Cruz.

Decola RN

Com foco em quem ainda não tem CNPJ, mas que conta com projeto em fase de ideação ou validação, o Decola RN foi projetado especialmente para promover o acesso a jovens empreendedores que desejam concretizar suas ideias, por meio de uma metodologia que impulsiona negócios e novas oportunidades.

Para isso, o programa dispõe de atividades como capacitações, mentorias, conexões com empresas e investidores, treinamentos sobre metodologias e ferramentas, entre outras. O cronograma dura, ao todo, 14 semanas e serão 25 tutores cadastrados para auxiliar os participantes nesse processo (um para cada uma das 25 startups selecionadas).

As atividades e o formato do programa são pautados em uma metodologia desenvolvida pela empresa indiana Wadhwani Foundation e validada internacionalmente.

Além do Metrópole Parque, InovAtiva Brasil e MDIC, o Decola RN também conta com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Fundação CERTI.

Também são apoiadores do programa os ecossistemas Potiguaras Valley, Jerimum Valley e Salt Valley, o Instituto Federal do RN (IFRN) e as Universidades Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), do Estado do RN (UERN) e Potiguar (UNP).