Evento itinerante é realizado pelo Governo do RN, por meio da Secretária Extraordinária de Cultura e da Fundação José Augusto (FJA), toda última sexta-feira do mês. A entrada é franca.

A Casa de Cultura Popular “Sobrado do Padre Brito Guerra”, em Caicó (RN), recebe nesta sexta-feira (28), a partir das 19h, o projeto “Rimas Potiguares”. Nesta edição, o violeiro residente do projeto, Felipe Pereira, faz dupla com André Santos e convida os repentistas Cícero Nascimento e Antônio Silva para os desafios rimados ao som da viola. Realizado pelo Governo do RN, por meio da Secretária Extraordinária de Cultura e da Fundação José Augusto (FJA), o projeto foi idealizado para valorizar artistas populares e fortalecer a cultura potiguar.

Mais experiente do grupo, Cícero Nascimento é poeta, violeiro e por décadas atuou na Rádio Rural, de Caicó, como apresentador do programa “Violeiros do Seridó”. Antônio Silva nasceu no município de Riacho dos Cavalos (PB), mas há muitos anos reside em Caicó. É neto de repentista e se tornou artista profissional em 1994, atuando como poeta e cancioneiro.

Com apenas 26 anos de idade, o violeiro André Santos, nascido em Afogados da Ingazeira (PE), tem muita estrada no currículo. O poeta começou a carreira em 2014 nas cantorias de pé de parede em Tabira – PE. No ano de 2016, gravou seu primeiro DVD e em 2018 seu CD de canções com 11 faixas 100% autoral.

Agente cultural da Casa de Cultura de Caicó, o poeta Edcarlos Medeiros também participará do evento, dividindo o recital de poesia com Patrícia Gurgel, Constância Uchoa, Fátima Santos e Djalma Mota.

Edcarlos Medeiros é poeta, cordelista e declamador, já publicou vários títulos de cordel, participou da publicação de dois livros no formato de antologia, e também divide a parceria com o poeta Djalma Mota no livro “Histórias Que Ouvimos Sob o Sol” (2019 – Cia de Teatro Arte e Vida).

Constância Uchôa é sertaneja da gema, filha nata da capital do Seridó, terra de Santana. Viveu sua infância em Mossoró, lugar de muitas expressões populares, todas permeadas pelo ideário do cangaço. Fátima Santos teve as  primeiras experiências com a arte foram por meio da EECCAM, escola na qual estudou no seu ensino médio, e lá se descobriu desenhista, poeta, cordelista e apaixonada pelo mundo da poesia.

A caicoense Patrícia Gurgel, poetisa cordelista e declamadora, vem escrevendo sua história poética desde menina, quando já se observava seu amor pelas rimas.

E, por fim, temos Djalma Alves da Mota, também caicoense, que sempre conviveu com o mundo encantado da poesia. Na adolescência, teve contato com vários cantadores repentistas e, mais ainda, a partir de 1993, quando passou a apresentar o programa “Violeiros do Seridó”, tornando-se radialista, ainda atuando na mesma função.

SERVIÇO: Rimas Potiguares | Edição Caicó

🗓️ 28 de junho de 2024 (sexta-feira)

🕒 19h – entrada franca!

📍 Casa de Cultura Popular “Sobrado do Padre Brito Guerra” – Rua Padre João Maria, 134. Centro. Caicó (RN).